ENTREVISTAS


  • A destituição de uma Constituição

    belluzzo_pgm_completo

    Enquanto na Europa discutem-se políticas de aumento de salário mínimo e nos Estados Unidos o presidente Barak Obama ensaia uma ampliação do acesso aos serviços de saúde, no Brasil, com todas as suas desigualdades, colocam-se propostas de privatização e fragmentação do SUS. A crítica foi feita pelo economista Luiz Gonzaga Belluzzo, professor das Faculdades de Campinas (Facamp), durante esta entrevista exclusiva. Leia mais

  • Políticas sociais contra as desigualdades

    Elza Fiúza - ABr

    “A Constituição de 1988 foi um marco na garantia da saúde como direito e um passo importante para a universalização da cidadania, apesar de, passados 26 anos, ainda estarmos em construção”, afirma a pesquisadora do Núcleo de Estudos de Políticas Publicas (NEPP), da Universidade de Campinas (Unicamp). Nesta entrevista, ela lembra que, antes de 1988, existiam apenas as santas casas, os hospitais dos alienados e as instituições filantrópicas. Leia mais

  • Políticas para a infância

    Liliane Penello

    A coordenadora do Estratégia Brasileirinhas e Brasileirinhos Saudáveis (EBBS), programa do Ministério da Saúde e da Fundação Oswaldo Cruz, fala nesta entrevista sobre o papel do Estado na atenção básica à primeira infância e sobre a importância da regionalização. "O SUS é uma construção exemplar neste sentido. Mas, é claro, precisamos aprimorar bastante os modos de fazer as práticas diárias do cuidado", afirma. Leia mais




INSTITUIÇÕES PARTICIPANTES