A saúde mental no contexto da regionalização

Há 15 anos era aprovada a lei da Reforma Psiquiátrica Brasileira, que trata dos direitos das pessoas em sofrimento psíquico e da reorientação do modelo assistencial. O estudo A regionalização da saúde mental e os novos desafios da Reforma Psiquiátrica brasileira diz ser notório o potencial indutor de transformações e avanços no cenário assistencial do país ao longo desse período.

Com o processo de regionalização da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), no entanto, novos desafios foram postos à Política Nacional de Saúde Mental no Brasil: a ampliação do acesso e a melhora da qualidade de atenção em saúde mental em todos os níveis e pontos de atenção no âmbito do SUS.

Acesse o estudo aqui.