Fatores condicionantes na conformação e desempenho das redes de pesquisa fomentadas pelo Ministério da Saúde com foco em saúde coletiva

 

Guilherme Arantes Mello, Marge Tenorio e Liza Yurie Teruya Uchimura | Na Reciis 

Este artigo apresenta uma análise integrada de três estudos de caso sobre fomentos de redes de pesquisa instituídas pelo Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde (Decit), envolvendo três grandes áreas de interesse estratégico nacional: pesquisa clínica, doenças negligenciadas e saúde coletiva. Com foco na saúde coletiva, o estudo desenvolvido, estimulado pelo insucesso do fomento da Rede Nacional de Pesquisas sobre Política de Saúde (RNPPS), busca fundamentar condicionantes que dificultam ou promovem a consolidação de redes de pesquisa nessa área. A capacidade de construção das chamadas, relacionada ao grau de maturidade do campo disciplinar, o modelo de gestão de redes complexas, e o perfil de liderança estão entre os principais condicionantes observados. A par de desafios comuns na consolidação de redes de pesquisa, a saúde coletiva deve aprender a equilibrar com maior propriedade os pesos político e científico na balança do seu campo disciplinar.

Leia o artigo completo aqui 

Back
Compartilhar

Fatores condicionantes na conformação e desempenho das redes de pesquisa fomentadas pelo Ministério da Saúde com foco em saúde coletiva