Redes de Atenção às Urgências e Emergências: Avaliação da Implantação e do Desempenho das Unidades de Pronto Atendimento

INTRODUÇÃO Uma das características dos sistemas nacionais de corte universalista é que estes são responsáveis pela garantia do direito à saúde e a organização de redes regionalizadas constitui-se em instrumento para ampliação do acesso e da diminuição de desigualdades. A constituição da rede dá-se por meio de intrincada trama de interações entre aqueles responsáveis pela organização do sistema (gestores), os responsáveis pela organização e pela produção dos serviços (gerentes e profissionais) e os cidadãos. Nesse processo, estão envolvidas instituições, projetos e pessoas que se articulam, conectam e constroem vínculos. (Conass documenta)

Continue aqui

Back
Compartilhar

Redes de Atenção às Urgências e Emergências: Avaliação da Implantação e do Desempenho das Unidades de Pronto Atendimento