Internacional

O processo de regionalização do sistema de saúde espanhol é um dos casos mais bem sucedidos no mundo. O modelo emergiu após o período ditatorial, nos anos 1970, no bojo de uma ampla reforma da legislação que criou uma forte rede de proteção social. Para tratar da organização da saúde na Espanha falamos com José Luis Ruiz, diretor médico assistencial do departamentos de Ribera, em Valência.

Nos anos 1990, Yuri Kasepov (Universidade de Urbino) percebeu a importância das dimensões territoriais ao pesquisar as origens da pobreza em duas das cidades mais ricas do mundo: Stuttgart, na Alemanha, e Milão, na Itália. Ele percebeu que algumas políticas públicas, como seguro desemprego, eram reguladas pelo poder central e outras, como renda mínima, pelo poder local. “Parece um item banal, mas suas implicações, do ponto de vista teórico ou empírico, não são”.

Back