É inconcebível fracionar um sistema único em 5.568 sistemas municipais e 27 sistemas estaduais

Segundo a doutora em saúde pública pela Unicamp, Lenir Santos, a integração dos serviços em nível regional é, atualmente, o ponto de reflexão entre gestores, estudiosos e pesquisadores da saúde. “A soma articulada das individualidades municipais assimétricas gera unidade regional equitativa”, observa ela no estudo SUS: a região de saúde é o caminho.

Back
Compartilhar

É inconcebível fracionar um sistema único em 5.568 sistemas municipais e 27 sistemas estaduais