Estudo apresenta desafios e oportunidades para universalizar saúde

O sistema político híbrido do Brasil, que combina um regime neoliberal com outro  intervencionista, ao mesmo tempo em que abre janelas de oportunidades na área social, dificulta a plena efetividade da universalização da saúde pública. Apesar dos significativos avanços, para criar uma complementaridade virtuosa entre saúde e desenvolvimento, o governo precisa propor e implementar políticas públicas de longo prazo em parceria com outros atores da sociedade. É o que mostra o estudo Universalizing Health Care in Brazil – Opportunities and Challengespublicado pela United Nations Research Institute for Social Development. Por Ana Luiza d’Ávila Viana, Hudson Pacífico da Silva and Ilcheong Yi
Back
Compartilhar

Estudo apresenta desafios e oportunidades para universalizar saúde