APS em Revista

Apresentação do primeiro número da publicação APS em Revista, da rede de pesquisa em Atenção Primária à Saúde.

 

A Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde, responsável por proporcionar a comunicação e articulação entre pesquisadores, profissionais, usuários e gestores da APS, tem o prazer de apresentar o primeiro número da publicação APS em Revista. Trata-se de veículo de divulgação científica quadrimestral, de cariz acadêmica e profissional, voltado a pesquisadores, profissionais, usuários e gestores da Atenção Primária à Saúde buscando promover a melhoria da utilização dos resultados em pesquisa para qualificar a gestão e potencializar o conhecimento tanto do Brasil quanto do exterior.

Sua criação surge no momento em que se comemoram 31 anos do Sistema Único de Saúde (SUS), um dos marcos do processo de redemocratização do país. Recentemente, a Conferência Global sobre Atenção Primária à Saúde, realizada em outubro de 2018, apresentou a nova Declaração sobre Atenção Primária à Saúde (APS) onde estão presentes o compromisso com este nível de atenção como fundamento necessário para conseguir a cobertura universal em saúde, em estreita sintonia aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

A consolidação da APS nas últimas décadas representa um dos avanços relevantes do SUS enquanto política pública e sistema de saúde universal no Brasil. Paradoxalmente, o ambiente contemporâneo coloca em risco o conjunto de avanços perpetrados e torna mais do que necessária a discussão qualificada e pautada em reflexões e experiências que ajudem a compreender e propor ações que fortaleçam a saúde.

Com efeito, os elementos contextuais e conceituais reforçam o papel da APS em Revista no seu intuito de fortalecer, disseminar e promover a melhoria da utilização dos resultados em pesquisa para qualificar a gestão e potencializar o conhecimento tanto do Brasil quanto do exterior.

Neste primeiro número temos o prazer de apresentar oito artigos que tratam das múltiplas dimensões que envolvem a APS. O primeiro (baixe) procura verificar se existe associação entre a qualidade da Atenção Primária à Saúde – medida a partir de seus atributos na visão dos profissionais de saúde – e a qualidade da atenção à saúde na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. O segundo artigo (baixe) analisa a eficiência dos governos estaduais no que diz respeito aos cuidados de saúde prestados pelas equipes de saúde da família em relação à prevenção do diabetes e da hipertensão, quanto ao controle e acompanhamento. O terceiro artigo (baixe), por sua vez, identifica, a partir do processo de trabalho de gestores, as estratégias de organização e gestão do cuidado às condições crônicas de Hipertensão Arterial Sistêmica e Diabetes Mellius na Atenção Primária à Saúde no município de Sobral, Ceará.

O quarto artigo (baixe) analisa a mudança de postura e práticas médicas a respeito do uso de estatinas como prevenção primária. Na sequência, o quinto artigo (baixe) procura compreender os sentidos e significados da Promoção da Saúde no contexto da Atenção Primária à Saúde no Brasil e no mundo. O sexto artigo (baixe) trata da expansão e interiorização do Programa de Saúde da Família pelo território brasileiro, especialmente nas regiões Nordeste, Centro-Oeste e norte de Minas Gerais. Os artigos seguintes abordam o Programa Mais Médicos (PMM) em distintas perspectivas: o sétimo (baixe) visa explicitar se há diferenças na mobilização de competências quando do exercício da profissão entre médicos do Programa Mais Médico e médicos que não são do PMM; e o oitavo artigo (baixe)  deste número procura avaliar a qualidade da APS nos serviços em que estão inseridos os médicos cubanos do Programa Mais Médicos.

Convidamos a comunidade a discutir sobre os temas que perpassam a atenção primária, visando superar os desafios e ameaças dos princípios do SUS e da luta pela sua consolidação como política universal, inclusiva e civilizatória em nosso país.

 

Boa leitura.

 

* APS em Revista é uma publicação da Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde, de periodicidade quadrimestral. Editores: Allan Claudius Queiroz Barbosa (FACE/UFMG, Editor Responsável), Aluísio Gomes da Silva Júnior (ISC/UFF), Ayelene Bousquat (FSP/USP), Elaine Thumé (UFPel), Fabrício Silveira (University of Cambridge, Editor Adjunto), Nelson Filice de Barros (UNICAMP), Renato Tasca (OPAS)– Secretaria Editorial: Inaiara Bragante (ABRASCO), Silas Augusto Hernandes – (FACE/UFMG) – Coordenação Rede APS: Lígia Giovanella (ENSP/FIOCRUZ), Luiz Augusto Facchini (UFPel) – © Rede APS, 2019.

Back
Compartilhar

APS em Revista