Troca de favores

O atraso da regionalização no Sistema Único de Saúde (SUS) pode ter fragilizado sistemas locais de saúde, sobretudo na prestação de serviços especializados, amplificando disputas entre os municípios por recursos. Esta é uma das abordagens do texto Gestão do cuidado integral: estudo de caso em região de saúde da Bahia, Brasil. Suas conclusões indicam insuficiência de médicos, fragmentação e desarticulação na rede e interesses privados transformando o direito à saúde em troca de favores.

O trabalho é de autoria de Adriano Maia dos Santos, do Instituto Multidisciplinar em Saúde da Universidade Federal da Bahia, e de Ligia Giovanella, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, da Fundação Oswaldo Cruz (RJ). Giovanella integra a pesquisa Região e Redes.

Back
Compartilhar

Troca de favores